domingo, 11 de abril de 2010

Mãe




Se eu fosse um anjo voaria o mais depressa possível para o teu lado, pois só perto de ti consigo ser feliz. Somente pero de ti consigo viver, você é o ar que respiro, a água que sacia minha sede, o vento que sopra no meu rosto e enxuga as minhas lágrimas, o fogo que me aquece nas noites frias de inverno, a paz que acalma o meu coração, o sorriso que alegra a minha vida mesmo nos momentos difíceis. São nesses momentos que você surge e aí percebo que és o meu anjo, que vem me fazer entender que a vida é uma longa estrada onde tem lombadas, que muitas vezes nós tropeçamos mas temos que erguer a cabeça e seguir em frente.

Se eu fosse um mago e tivesse o poder sobre a vida e a morte, nunca permitiria a sua morte e evitaria assim o meu sofrimento e de todos que te ama por saber que nunca mais veremos o seu sorriso e o brilho do seu olhar.



Sarah Cebelly Andrade Gomes

21 de novembro de 2007

Nenhum comentário:

Postar um comentário